”Entre as causas da solidão, estão a dificuldade para se relacionar com outras pessoas, medo de ser julgado e o vazio existencial”, mesmo que pareça apenas um sentimento passageiro, a solidão pode ser um sinal de que algo não esta bem e de que precisamos de ajuda. A falta de amor e empatia na nossa sociedade nos incentiva a fugir para onde podemos ser quem somos e supostamente encontrar ali, a solução que precisamos. E para onde ir, se não para o mundo virtual?!

Na última quinta feira, dia 16, aconteceu o InfoWars VI, com a presença do habbo Matrix.p, estudante de psicologia e habbo helper. Para abordar um assunto que a cada dia se torna mais necessário entre os jovens e no mundo virtual.

1- O que é solidão e o que ela pode causar em nossas vidas?

R: Um sentimento, solidão é quando a pessoa está ou se sente só, quando traz consequências ruins à saúde, pois causa tristeza, interfere no bem-estar e facilita o desenvolvimento de doenças como estresse, ansiedade ou depressão.

2- A solidão se reflete de que forma no dia a dia?

R: Em meio a essa pandemia, a solidão está presente na vida de muita gente, embora estejam rodeados de familiares, sente-se isolada.

3- Solidão é algo que cresce muito entre os jovens, em um mundo tão cheio de pessoas. Pra você, porque isto acontece?

R: Porque a solidão pode ser consequência de acontecimento traumáticos, como bullying, ou até mesmo a depressão, a falta de diálogo, angústia e ansiedade são motivos que deixam jovens desacreditados da vida, a reclusão, o medo, o isolamento estão mais do que presentes no dia a dia deles.

4- No Habbo, muitos jogadores já passaram ou passam algum tipo de problema ou dificuldade sentimental, de expressão, falta de amor/atenção e outros. O que o Habbo oferece que, a vida real aparentemente não dá?

R: Mais comunicação, nem todos tem uma boa comunicação com familiares, principalmente nessa pandemia. Neste jogo, que é refúgio para grande parte dos jogadores, as pessoas que se sentem só estão em busca de fazer amizades, e é fazendo amizade que encontram pessoas que as fazem se comunicar mais.

5- Como trabalhar para e, que meios procurar, para vencer a solidão, aumentando a autoestima e o amor próprio?

R: A solidão é um sentimento, não um fato imutável, para melhorar isso não podemos se isolar, perceber os pensamentos negativos e se afastar deles, procurar conhecer pessoas com interesses similares, praticar uma atividade em grupo, não exigir demais de si mesmo, e se você tem uma religião, dedique-se a ela.

6- Até mesmo dentro do jogo, muitos podem se sentir só, pelo fato de o Habbo ser um reflexo da realidade. Como podemos ajudar atraves do mundo virtual pessoas que se sentem só e que possuem outras carências?

R: Quando você encontra pessoas com carências, poderia ajudar com conselhos positivos, motivação e indicar que procure profissionais para auxiliar eles a descobrirem a origem do problema, no caso, um psicólogo.

7- A solidão e o suicídio muitas vezes estão ligados. Quais os sinais que podemos notar nas outras pessoas, através da internet, que essa pessoa precisa de ajuda? E como dialogar?

R: Dificuldade para se relacionar com outras pessoas, estresse e ansiedade, dor nos músculos e articulações, pressão alta e etc.

8- O que o Habbo, como empresa, na sua opinião, poderia fazer para amparar e acolher pessoas que precisam e correm riscos no hotel?

R: Continuar com o InfoBus, fazendo debates com temas bons para um ótimo debate. Mesmo que alguns possam ir somente para pegar emblemas, sempre vai ter aquele que vai para saber o que vai ser dito ali, porque se sente com problema do qual estará sendo debatido.

9- O que a solidão significa pra você? Você já viveu algo ou conhece alguém que precisou de ajuda?

R: Já conheci uma pessoa que precisou de ajuda no Habbo, eu tinha criado meio que um ”consultório” no jogo, recebi algumas pessoas e ajudei, não podia ajudar virtualmente como um psicólogo profissional, mas estava ali para ser um suporte e indicar psicólogo na real para eles. E um deles seguiu minha indicação e procurou um psicólogo. Hoje em dia é outra pessoa, e fico feliz de poder ajudá-lo!

10- Muitas pessoas tem dificuldade de amar as outras, de ter empatia e outros sentimentos bons. Por conta da nossa cultura e formação, como desconstruir isso em uma sociedade já ”acostumada” em ”acabar” com o próximo?

R: Por não perceber o que pensamos e sentimos, as pessoas carentes de empatia não se sentem seguras em esperar algo de nós, e de acreditar nos sentimentos dos demais, pessoas desinteressadas duvidam das emoções alheias, por essa razão mostram-se frias com pessoas ao seu redor. Para lidar com pessoa que não tem empatia, entenda que as emoções continuam existindo mesmo em pessoas que não demostram seus sentimentos, é o primeiro passo para lidar com eles. Muitas vezes, eles são quem mais sofrem com esse comportamento, ao reprimir e bloquear sentimentos que precisam ser libertados, essas emoções podem descontrair uma forma de expressão por meio de doenças físicas ou emocionais. Não absorva quando o indivíduo ser comportar de maneira sem empatia e compaixão, afinal essa pessoa é assim com todos, e o problema não é você. Entenda que isso não é feito com intenção de te magoar, mas apenas porque o indivíduo simplesmente não conhece outra maneira de se relacionar.

Por fim, durante o InfoWars, vário usuários interagiram perguntando e acrescentando situações e exemplos a este bate papo incrível. Foi um momento de muita reflexão, para repensarmos nas nossas atitudes e no jeito em que olhamos os outros. Que a riqueza desta edição fique no coração e na lembrança de cada um vocês!

O tema foi profundo e muito sério. Agradeço a cada um de vocês pela presença e ao Matrix.p, que com muita segurança tocou esse bate papo. E não se esqueçam, vocês são incríveis, não desistam de si mesmo. Até semana que vem, galera! #InfoWars

O que você achou desta notícia?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry