Infelizmente, a resposta para esta pergunta é não. Para onde olharmos e procurarmos sempre haverão aqueles que propagaram ódio e preconceito, deixaram de lados os valores bons que cada ser humano pode nutrir por um motivo tão difícil de compreender e de se colocar no lugar para entender. Porque existem pessoas assim? Porque o mundo é mal? Mas será que este mundo só tem pessoas assim, ou precisamos também nos esforçar para ter esperança e olhar o mundo com outros olhos? São perguntas assim mexem com muitos jovens e adultos, pessoas que se sentem sóis e se acham únicas por não encontrarem o amor que buscam em cada pessoa, em casa, na vida. Mas a verdade é que, existem sim, muitas pessoas que querem e desejam incendiar o mundo de amor, que sonham com um mundo melhor e que acreditam nesta palavra de 5 letras. A internet une quem esta longe e se soubermos usar, ela será a maior arma que poderemos usar para levar o amor e a justiça por um mundo melhor. Seguros?! Nunca estaremos, mas não é por isso que iremos parar de lutar.

Na quinta feira, dia 25, aconteceu o InfoWars V, com a presença de uns habbos pra lá de orgulhosos! Jeandjapa e 13runo!!, estiveram conosco para encher o InfoWars de muito amor!

Bate Papo

As respostas foram dividas para organizar melhor esta matéria. As 5 primeiras perguntas foram respondidas pelo habbo Jeandjapa e as outras 5 pelo habbo 13runo!!, ambos ajudantes do Habbo PT/BR.

Durante o bate papo, eles compartilharam experiencias pessoais quanto a sexualidade e o como tudo isto decorreu em suas vidas, além de compartilharem conosco um pouco sobre a história e das conquistas do movimento LGBT até os dias de hoje. Foi um momento muito especial, só quem viveu sabe!

1- Em meio a atual crise política em que vivemos, como você vê e entende as conquistas alcançadas pelo movimento no Brasil este ano? A saber, LGBTs poderem doar sangue e a criminalização da homofobia.

Jean: As conquistas da nossa Comunidade vem crescendo a cada movimento e neste ano não foi diferente, vamos continuar sempre lutando pelos nossos direitos e em pró da nossa segurança!

2- Você acha que as novas gerações, se sentiram mais seguras para dialogarem abertamente e sem limitações sobre sexualidade?

Jean: Sim, a cada dia que passa a sociedade abre um pouco sua mente ao novo, coisas novas, porém existem famílias muito rigorosas ainda, mas futuro está por vim e a próxima geração já está preparada para mudanças e aceitação!

3- Como a internet colabora diariamente para a propagação deste movimento, no auxílio de milhões de jovens a adultos que encontra na internet o que não encontram em casa ou na vida real?

Jean: A internet e nosso incrível hotel abre as portas para essa causa, e o usuário se sente confortável, infelizmente onde que tem lugar, sempre irá existir homofobia não seria diferente na internet, mas é cá que as pessoas podem conversar e se abrir sobre sua sexualidade com alguém, criar laços e ter mais confiança, amizade é tudo e devemos zelar por elas sempre.

4- Como Habbo Helper, você já presenciou situações de ódio e homofobia? Como o Habbo e nós jogadores, podemos colaborar pra mudança dessa realidade?

Jean: Como ajudante do Hotel, já vi vários casos de homofobia, até quando guardiã chegavam casos bem babados, e para mudar o jogo precisaria trazer uma nova moderação humana, para os jogadores e vítimas de homofobia poderem denunciar e receber a devida ajuda necessária e sua segurança no Hotel.

5- Julho já se tornou famoso por conta do Orgulho LGBTQIA+ e muitas empresas adotaram isso pra si de várias formas, quais são os pontos positivos e negativos através de tudo isso pra você?

Jean: Muitas empresas realmente prezam pela comunidade LGBTQIA+, porém outras querem ganhar em cima, um ponto positivo é que ajuda na questão de abrir a mente das pessoas e as concientizar dessa data e dos valores que tem, por mais que muitas usem só para se auto promoção, ajuda nesse quesito, principalmente as empresas de Games, já que muitas crianças jogam, e ajuda ela a desde pequena saber respeitar, para não ser um adulto de mente fechada.

6- Você acredita que a internet é um lugar segura para pessoas LGBTs?

Bruno: Acredito que não é tão seguro, seria seguro de violências físicas, mas sempre irá existir preconceito, piadinhas, palavras ofensivas, ataques, assim como também existe no mundo real.

7- Como podemos usar a internet e o Habbo para mudar a triste realidade de preconceito e ódio que vivemos intensamente ainda nos dias de hoje?

Bruno: Tendo mais amor uns com os outros, respeitando sempre o próximo, mesmo que não apoie, pelo menos respeite, isso já ajudaria muito, as pessoas tem que deixar as outras serem felizes, viverem, o amor é livre!

8- Na sua sua visão, quais são os outros direitos que ainda devem ser conquistados por este grupo?

Bruno: Ainda há muitos direitos que devem ser conquistado para pessoas deste grupo, como na questão de emprego, muitos perdem empregos ou nem conseguem entrar pelo simples fato de não serem héteros, e isso deveria mudar. Acredito que ainda iremos conquistar nosso espaço e respeito em muitas categorias, como local de trabalho, espaços públicos, e até mesmo em redes sociais, pois a falta de respeito e aceitação é precária.

9- O Habbo Hotel é um reflexo da vida real, e por isso não está de fora de usuários que manifestado ódio e preconceito. Como Habbo Helper, o que você daria como ideia para mudar esta realidade?

Bruno: Daria ideias de fazer mais eventos com esse tema, eventos de bate-papo, as pessoas devem se colocar mais no lugar das outras, haver mais apoio, o mundo precisa de reciprocidade, não é fácil para as pessoas LGBTQIA+, temos que ser forte diariamente, e com a ajuda das pessoas ficaria melhor e ajudaria muito, imagina se o mundo fosse assim? Seria perfeito! Precisamos de AMOR, EMPATIA, RECIPROCIDADE. As pessoas devem ser livres e serem o que elas realmente são!

10- O Habbo é um lugar muitas vezes de refúgio, você acha que muitas crianças e jovens procuram no Habbo o que não encontram na vida real, como o acolhimento, aceitação e outros?

Bruno: Acredito que sim, pois muitas das vezes não é fácil lidar com os familiares no início da aceitação, quando a pessoa se assume, há muitas lutas, preconceitos, discriminação e algumas são até expulsas de casa. No Habbo tem preconceito, tem pessoas mal intencionadas também, mas muitas das vezes encontram-se pessoas maravilhosas, que apoiam, aceitam, dão conselhos, nos ajudam, e isso são as atitudes que fazem a diferença. Então, muitos entram no Habbo sim em questão de acolhimento, aceitação, e é muito bom saber que existem pessoas que não tem preconceito, e seria melhor ainda se o mundo fosse assim.

Por fim, para celebrar o dia 28 de junho – Dia do Orgulho LGBTI. Data celebrada e lembrada mundialmente, que marca um episódio ocorrido em Nova Iorque, em 1969. Quero deixar essa música coma legenda em português para vocês dançarem comigo e lembrarem que o dia do orgulho deve ser celebrado TODOS os dias. Levanta a sua cabeça e a sua voz, não deixe a hipocrisia, o ódio e o preconceito de qualquer um te abalar, você é forte, você pode tudo! E juntos, podemos mudar o mundo se começarmos por nós mesmos, amando o outro, amando quem não nos ama, ensinando, cuidando e levando a séria esta simples palavra: A-M-O-R.

”Não importa se você é gay, hétero ou bi, lésbica, transexual. Estou no caminho certo, querido, eu nasci para sobreviver! Não importa se você é negro, branco ou pardo, hispânico ou oriental. Estou no caminho certo, querido, eu nasci para ter coragem!”

E assim terminamos a 1ª temporada do InfoWars! É, foram 5 edições incríveis e se não fosse por cada um de vocês, este projeto não existiria. Eu agradeço de coração a cada um de vocês, o InfoWars retornará com tudo no dia 16 de Julho, até lá, muita coisa ainda vai rolar! Aguardem.

O que você achou desta notícia?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry