O dia amanheceu com um bate papo dos deuses, enchendo a barriga com hambúrguers durante 1 hora de conversa e muita diversão no nosso primeiro InfoWars!

O InfoWars é um projeto do HabboWars com o objetivo de entrevistar, gerar discussões e envolvimento entre usuários, valorizando a vida pessoal e os assuntos que permeiam o hotel, o mundo virtual e a vida real, ou seja, uma verdadeira ”guerra de informações” onde todos podem participar. Curiosidades, fatos, entrevistas, entretenimento e mais.

O papo com a Habbo xBrigadeiro (@x_briga), jornalista de formação e habbo helper no Habbo PT/BR foi realizada nesta quinta-feira, às 10h15BR/14h15PT, no auditório do InfoWars do Habbo Dr.lsds (@lsdshabbo). O momento foi uma oportunidade para discutirmos sobre segurança na internet, Habbo Helpers, vida pessoal e virtual e Jornalismo. O que aprendemos com o Habbo e porque amamos tanto ele!

Foto por HoloDuck/HabboWars

Entrevista


1. Por que ajudar as pessoas através do Habbo?
R:
Eu sempre gostei de fazer o bem por aí. Acho que isso diz muito sobre quem a gente é e mostra exatamente como a gente deve crescer a partir disso. No Habbo, principalmente, eu consigo ajudar as pessoas tanto sobre problemas de conta, jogabilidade, burocracia, etc., quanto por bem-estar. É algo que me faz muito bem, de verdade.





2. Você acha que através do suporte ao usuario, além de ajudar com as coisas típicas de segurança no hotel, os jogares podem encontrar algum suporte ”psicológico”?
R:
O suporte é voltado apenas pra problemas dentro do Habbo Hotel. Fora dele, a gente sempre busca movimentar eventos que estejam relacionados com a saúde psicológica dos usuários. Por exemplo, o último Infobus dos Embaixadores conversando sobre o CVV. Muita gente saiu de lá e foi se voluntariar pra ajudar. É muito bacana ver a galera se unindo pra fazer o bem. O suporte é apenas pro lado técnico do jogo.

3. Você dedica quanto do seu tempo ao Habbo? Como você relacionara o jornalismo, sua profissão, com o Habbo?
R:
Com a quarentena, é mais fácil de conciliar. Estou sempre pelos quartos do hotel. Depois que tudo isso passar, é só arrumar um horário livre que, com certeza, eu vou estar pelo jogo. É mais comum o final da tarde, mas sempre dá.

4. Tem alguma história interesante que te marcou ajudando alguém?
R:
A rotina do ajudante é auxiliar os usuários, mas sempre acontece de algum deles confiar na gente e conversar sobre a vida. Em meu caso, específico, o coração fica muito quentinho quando falam pra mim que eu consegui deixar o dia mais leve, alegre e tal. Às vezes, é só questão de ouvir.

Foto por HoloDuck/HabboWars

5. Pra você, o que é mais importante no Habbo Hotel?
R: A proximidade das pessoas é algo super legal de ver. O Habbo sempre carregou essa ideia de criar o nosso personagem e vivenciar aquilo. Status não importa, é todo mundo igual.

6. Como você aperfeiçoaria a segurança dos usuários no Habbo?
R: A gente auxilia o máximo que dá. Normalmente, são casos mais complicados que realmente colocam em risco a segurança do Habbo dentro e fora do jogo. Isso tudo ficaria muito melhor se a moderação fosse eficaz, mas não é o que acontece. Todo mundo está esperando uma melhora dessa ferramenta.

7. Recentemente foi divulgado alguns casos por sites europeus de crimes reais que ocorrem através do Habbo, sendo que em 2012, o Habbo teve uma grande reviravolta por conta de denuncias similares. Pra você, qual o impacto na vida dos usuarios tudo isso?
R:
São casos que o jogo em si não pode esquecer ou fingir que não vão existir depois de algumas melhoras na segurança. A gente – no caso, todos – precisa estar realmente muito atento a isso. Existem usuários que gostam do jogo e querem o melhor pra ele, existem os que param de jogar… Eu me preocupo demais em como eles vão olhar o jogo e, principalmente, como vão levar isso pra vida.

8. Pra você, como solucionar crimes que acontecem pelo hotel?
R: Tudo isso entra em questão da própria segurança dentro do jogo. A auto moderação é falha e, pra isso, muita gente recorre aos tickets. Com o excesso de tickets, a resposta fica mais lenta e por aí vai. Como eu disse, todo mundo está esperando uma melhora dessa ferramenta pra ver os próximos passos.

9. Se você se tornasse embaixadora, acha que poderia ajudar mais?
R: Já pensei muito nisso e, em partes, acredito que sim. Os novos usuários são enviados diretamente aos quartos públicos, onde os Embaixadores atuam. Nesses casos, eu sinto que ajudaria. Mas eu sempre tento lembrar que Embaixadores são humanos e usuários. Não conseguem resolver tudo. É preciso ter empatia.

10. Por fim, pra você, qual a importância do relacionamento entre as pessoas dentro do jogo?
R:
Fiz muitos amigos aqui, amigos que vou levar pra vida. Acredito que os relacionamentos no Habbo nos mostram o que temos em comum com as pessoas que nos cercam e isso é muito bacana. Espero que os usuários consigam se enturmar e se sentir bem com o seu ciclo de amigos do Habbo. São verdadeiros parceiros.

Google Imagens

Infelizmente, por conta do evento ocorrer de forma ao vivo no Habbo, não temos como reproduzir as demais perguntas, falas e discussões que todos os usuário fizeram, mas fica o convite: na próxima quinta-feira, no mesmo horário e canal, temos um encontro marcado! Fica ligado no nosso Twitter e vê se não perde nada, viu?! @HabboWarsFS, só pra quem faz parte do lado HABBO da força!


Por fim, a xBrigadeiro deixou um recadinho pra todos nós:

“Sempre que qualquer usuário estiver com algum problema (relacionado ao hotel ou não), é sempre bom dar uma passada na Central de Segurança Habbo Oficial. Os ajudantes que ficam por lá sabem as FAQs de cor e salteado. Se precisarem conversar, estamos disponíveis também. Todos são super acessíveis.”

Ou seja, se todos nós fizermos a nossa parte o Habbo e o mundo pode ser diferente! Esperamos muito que você tenha gostado, deixa seu comentário, compartilhe com os amigos e até a próxima. E esse foi o 1º InfoWars de muitos! Um beijão e um forte abraço galerinha.

O que você achou desta notícia?
Like
Love
Haha
Wow
Sad
Angry